BOLO DE FUBÁ DA VÓ ROSA

Desde pequena, quando ainda morava na vila do Andaraí, sinto o cheirinho que vem do forno deste bolo maravilhoso quando está ficando pronto. Hoje minha vozinha tem mais de 80 anos e seus bracinhos não aguentam bater a manteiga com o açúcar até 'afofar'. Ela diz que este bolo só é bom batido à mão, pela mesma pessoa do início ao fim e pro mesmo lado senão desanda. Deve ser por isto que o meu fica bom mas nunca maravilhoso como o dela. Minha preguiça me faz colocar os ingredientes na batedeira, o valor afetivo que este bolo tem é tão grande que as mãos da minha vó se tornaram insuperáveis. Me lembro dela e da Celinha conversando na cozinha da vila, as duas com lenço na cabeça gargalhando e papeando, e minha avó fazendo este bolo na tigela de vidro marrom (o inesquecível Duralex âmbar dos anos 80!) com a colher de pau, aquela que ela sempre usava e parecia que era uma extensão de sua mão. A toalhinha de crochê amarela que aparece nas fotos foi feita por minha mãe nos anos 80 quando nasci. Ela enfeitava a cozinha na casa da vila e eu fiz questão de roubar quando casei. Hoje ela enfeita a bandeja de café na minha casa, minhas memórias e minhas fotos. Este bolo é o preferido da minha mãe junto com um café coado bem fresquinho, meu marido adora comer com manteiga derretendo por cima quando ele acaba de sair do forno. Aqui em casa todo mundo adora um bolo quentinho com manteiga! Eu adoro, sempre adorei e sempre farei este bolo. Ele é muito mais que um doce pra mim, é uma lembrança de momentos felizes da minha infância na vila, dos sabores e das cores que a felicidade tem. ♥




2x açúcar
2,5x fubá fino
1/2x farinha
1x leite
1 col sopa fermento
100g manteiga em temperatura ambiente
3 ovos grandes

Unte e enfarinhe uma forma com furo no meio e reserve. Bata o açúcar, as gemas e a manteiga até a mistura ficar clara e fofa. Acrescente o fubá, a farinha peneirada e o leite, e bata vigorosamente até a massa soltar bolhas de ar em cima (assim fazia minha vó). Misture o fermento por último com a espátula apenas para incorporar. Bata as claras em neve e incorpore à massa do bolo com cuidado, fazendo movimentos leves de baixo para cima para não perder o ar. Leve ao forno pré-aquecido para assar a 180ºC por cerca de 45 minutos a 1 hora. Faça o teste do palito para verificar se o bolo está assado, ele deve ficar com a cor bem dourada. 

Dicas: às vezes troco o leite por leite de coco e acrescento 100 gramas de coco ralado grosso na massa, fica uma delícia! Bater muito o bolo depois de acrescentar a farinha normalmente não é bacana pois começa a desenvolver glúten, mas neste bolo, não sei se é por causa do fubá, bater bem é extremamente necessário, caso contrário o bolo fica muito quebradiço. Toda vez que resolvo apenas incorporar os ingredientes o bolo não fica tão bom, talvez por se distanciar ainda mais daquele sabor que eu tanto adoro, do bolo da minha vozinha. Se você preferir uma massa mais leve, utilize 2x de fubá e 1x de farinha de trigo. Boa sorte!


Foto de um outro dia, mais um bolinho pras prosas do nosso café. :)

 Vó Rosa e Celinha com meu irmão Rodrigo no colo lá na cozinha da vila, década de 80.

Minha vozinha em 2012 no meu apartamento em Curicica, comigo já casada.
Coisa linda da minha vida! Te amo, minha véia! Te amo, Celinha! ♥