NHOQUE DE MANDIOQUINHA COM MANTEIGA DE SÁLVIA E CAMARÕES FLAMBADOS NA CACHAÇA

Nhoque de mandioquinha com manteiga de sálvia é um clássico. Para não desperdiçar, em vez de jogar as cascas da batata-baroa fora eu passei em uma mistura de farinha de trigo com páprica e fritei para servir de aperitivo. Descasquei as batatas com o descascador de legumes, então as lascas ficaram bem fininhas e crocantes. Também tinha um pouco de camarão que sobrou de outro  preparo e flambei na cachaça para servir. Ficou uma delícia! ♥





800g de mandioquinha (batata-baroa)
1/2x farinha de trigo
1 ovo
50 g de manteiga
sálvia fresca
1/2col sopa sal
pimenta-do-reino e noz-moscada à gosto
farinha de trigo para polvilhar a bancada

Descasque e cozinhe a mandioquinha por cerca de 15 minutos, até ficar macia. Escorra e esprema/amasse enquanto ainda estiver morna. Tempere com sal, pimenta-do-reino e noz-moscada. Acrescente um pouco da farinha e o ovo, amasse bem e vá acrescentando o restante da farinha e amassando até dar o ponto. Talvez precise de mais farinha, a massa não deve ficar grudando nas mãos mas não acrescente farinha demais para não pesar. Faça rolinhos, corte com a faca e reserve em um tabuleiro enfarinhado para não grudar. Cozinhe os nhoques em água fervente com sal e retire-os assim que emergirem. Escorra com uma escumadeira e coloque em uma travessa untada com azeite. Grelhe os nhoques em uma frigideira com manteiga derretida com folhas de sálvia para aromatizar. No final, acrescente mais manteiga, mais algumas folhas de sálvia e um pouco da água do cozimento do nhoque para fazer o molho. Se ficar muito ralo polvilhe um pouco de farinha e deixe cozinhar por um a dois minutos. Regue os nhoques com este molho e sirva. Eu também grelhei alguns camarões e flambei na cachaça para servir junto, ficou dos deuses!