CANJIQUINHA NO CALDO DE COSTELA PICANTE

Servi com tomatinhos assados com alecrim e milho tostado. Deixei a costela marinando no vinho tinto com especiarias durante a noite, coloquei na pressão por 45 minutos cortada em pedaços refogados com alho, cebola e louro, usei o caldo da marinada e depois cozinhei a canjiquinha com estes pedaços de costela pré-cozidos por 2 horas em fogo bem baixo. Fui acrescentando mais água e cozinhando até a carne se desfazer e soltar do osso. Ah, no refogado coloquei pimenta-caiena e algumas gotas do molho extraforte (se vocês nunca colocaram pimenta na canjiquinha, não fazem ideia do que estão perdendo!). Enquanto a costela estava na pressão, preparei os tomates com azeite, alecrim, sal e pimenta-do-reino no forno a 180°.