PEIXE PEQUENO

SOBRE A BELEZA E A LOUCURA DE SER PEIXE PEQUENO COM PINTA DE ABELHA RAINHA: Tá, eu sei, eu deveria comprar uma Montblanc para assinar os livros, mas eu moro em Curicica e não nego minhas origens! Gosto de esferográfica e até me encantei pelo modelo Bohème Doué Moongarden, mas é como ter dois anos e ser fluente em três idiomas: mais que impossível, é surreal! Pensei nela não por ostentação, mas por respeito.Quando vamos a um restaurante de alguém que admiramos, nos arrumamos de acordo com a ocasião para prestigiar e homenagear aquela pessoa. Para mim a caneta é a roupa que minhas mãos precisam para respeitar o livro, a mensagem, o pedaço de mim que estou tentando semear no mundo e que entregarei nas mãos de outra pessoa. Mas é só uma caneta, ora bolas! É só um livro de culinária! Só?! Tudo vira uma tortura neste momento! Se eu tivesse um pouco mais de senso teria parado no primeiro obstáculo. Acho que é uma mistura de falta de noção com uma boa pitada de ignorância que cria seres com coragem do meu tipo. Na verdade não é coragem, é estupidez e boa auto-estima. Bom, hoje comprei esta Zoot que aparece na foto mas até ontem ia com Faber-Castell de ponta média, custa R$1,30 e é com ela que gosto de escrever diariamente (sim, eu escrevo). Simples, preta, barata, ergonômica, parece que desliza no papel e o faz parecer um tecido macio e receptivo. Levarei esta na bolsa pra garantir minha sanidade pois a outra é azul e só gosto de escrever com caneta preta desde que escrever com caneta se tornou uma conquista no colégio (largar o lápis, novos desafios, etc e tal, responsabilidade com o que vamos escrever pois será definitivo, lembra?). Resolvida esta parte, vamos para a tortura mais séria: o que escrever?! Vou enlouquecer! Seria muito natural escrever muitas coisas carinhosas para pessoas queridas, mas some a isto minha enorme timidez e uma pessoa aguardando minha criatividade e amor pulsarem ao vivo e em cores enquanto olha sorridente para mim. Tudo piora se eu pensar que terá mais de uma pessoa esperando por isto. São muitos comprimidos de passiflora por dia, e olha que só comecei a falar a respeito da caneta... Melhor parar por aqui.