PRÉ-LANÇAMENTO

Estou curtindo o pré-lançamento e revendo alguns preparos que foram para o livro de forma bem saudosa e alegre. Lembrei deste bolo de iogurte com ameixa macio e delicioso que eu e Thi adoramos e estou pensando em prepará-lo com morangos no fim de semana. Enquanto me delicio revendo várias fotos, penso no quanto os livros de culinária são importantes para mostrar os hábitos alimentares de uma determinada época. As louças, os ingredientes, as cores... Tudo é relevante e é maravilhoso ter tudo isto registrado, é algo histórico e importante para qualquer tradição familiar. Eles podem ser vistos apenas como livros de receitas, mas também podem trazer em si valores muito importantes. É assim que enxergo o 'La Daher na cozinha' e é por isto que não quis descrever receitas mas deixá-lo apenas fotográfico. Não sou chef nem cozinheira profissional mas sou uma pessoa de classe média que escolheu viver de forma simples e desapressada, cozinhando, cuidando da casa e valorizando a simplicidade e a verdade do amor e do convívio familiar. Todo o livro foi feito através do meu olhar, com as minhas próprias habilidades (preparos, fotos, diagramação e edição) e pra mim é justamente na imperfeição que mora seu maior valor. Teria sido muito mais fácil pagar profissionais altamente qualificados para executar cada etapa, mas não era isto que eu queria nem a mensagem que eu queria deixar. Ele é simples, despretencioso e real, fruto da minha escolha de vida e da minha vontade diária de aprender e melhorar, sem medo dos julgamentos que já estão acontecendo há meses aqui e acolá. Não sou do tipo que recua por qualquer motivo e este livro além de uma alegria é uma vitória que eu tenho o prazer de compartilhar. É um livro para sentir e entender com o coração muito mais que para cozinhar. Sabe Clarice? Ou toca, ou não toca. É isto! Ele é minha motivação para seguir em frente com a conduta que valorizo e acredito, a prova de que vale a pena não olhar para trás e nem para os lados quando acreditamos em algo. Quanta coisa um prato de arroz com feijão pode dizer, não é mesmo?