PASTEL DE GUARANÁ

Esta é uma receita antiga da minha mãe, está entre as páginas que furtei do caderno de receitas dela. A proporção de ingredientes é grande para servir muitas pessoas, então eu usei 1/3 da quantidade para fazer uns 20 pastéis médios aqui pra casa. Ela não fazia sempre estes pasteizinhos de forno mas lembro de vê-la compartilhando com muitas pessoas que faziam salgado pra fora. Substituí alguns ingredientes e recheei com uma pastinha de frango que havia feito no início da semana e ficou uma delícia. Confesso que não sou a pessoa mais paciente do mundo para fazer este tipo de coisa miúda, sempre acho mais prático fazer quiche ou uma torta grande de frango, mas certamente estes pasteizinhos fazem sucesso com a criançada, fora que eu lembrei muito da minha infância enquanto os preparava. Obrigada, mãe! ♥

Sobre ver beleza na bagunça... ♥




PASTEL DE GUARANÁ DO CADERNO DE RECEITAS DA MINHA MÃE
1 garrafa de guaraná média (considerei mais ou menos 100ml para dar ponto na massa)
1kg farinha de trigo
1/2kg banha de porco (pode substituir por manteiga se você preferir)
1col sobremesa de fermento
sal à gosto

Usei 300g de farinha sendo que substituí 100g por farinha de trigo integral, a partir daí coloquei o restante dos ingredientes de forma proporcional.

Preparo: coloque a farinha, a banha, o sal e o fermento em uma vasilha e misture. Coloque por último o guaraná e sove bem. Abra a massa não muito fina, recheie como desejar, pincele com gema e asse em forno médio atá dourar. 

Considerei forno pré-aquecido a 180º e também deixei a massa descansar por meia hora enrolada em plástico filme na geladeira antes de abrir. Olha que eu sou bem objetiva para escrever receitas, mas caderno de antigamente é vapt-vupt mesmo! Boa sorte! :)