VEM, 2018!!!

Olhar estes objetos para mim é como olhar fotografias antigas. Eles me contam histórias, me falam de lugares que visitei no mundo e em mim, me contam o que me tornei. Estou aqui pensando na vida, no que fiz, no que estou fazendo, se estou plena, para onde vou. Já fiz tanta coisa nesta vida e ao mesmo tempo fiz tão pouco... Já escalei pedras íngrimes (como eu adorava!), trabalhei na TV Globo por 14 anos (só me falta o glamour), fotografei casamentos e treinamentos militares. Fui homenageada e tenho um brevê do Comandos Anfíbios que guardo com o maior carinho do mundo, dado por um instrutor com mais de 30 anos de Comanf que dizia que mulheres não aguentam o tranco. Foi um dia especial e inesquecível. Tem brevê do TCA que recebi do Marconi, o Zero-Um, o cara mais foda que já conheci. O mais forte, o mais rígido, o mais íntegro e o mais doce. Passei na 1a etapa da PRF e não dei continuidade, por amor. Podia ter mais dinheiro do que tenho hoje e ter prendido alguns bandidos, mas resolvi fazer molho de pimenta extraforte e fotografar as comidas que preparo em casa. Dei aula na Estácio e quase surtei, me tatuei, tentei tirar e estou tatuando de novo. Acho lindo, sempre achei, mas continuo me sentindo desconfortável perto de pessoas que não entendem minha necessidade de me pintar. É falta de coragem de mandar à me%🙊∆, de verdade. Viajei pouco, engordei (como engordei!). Lancei livro, cozinhei muito, tornei a cozinha a minha melhor terapia. Minha cozinha é cheia de poesia, fonte inesgotável de amor, energia e saúde para nossa casa. Fiz muito e pouco ao mesmo tempo. O suficiente para preencher, mas não suficiente a ponto de paralisar. Quero mais! Quero respirar este ar puro que habita o alto das montanhas e voa nas asas dos pássaros. Para 2018, sei lá! Estou feliz assim apesar de não ligar para felicidade ou infelicidade, quero sentir tudo que há pra sentir. Desejo um 2018 sem muitas expectativas e sem muito desgaste emocional, quero cuidar da minha paz e do meu corpo, do meu amor e dos nossos gatos. Quero me rabiscar mais! Quero um pouco de silêncio e privacidade para manter o nosso lar vibrando nosso amor natural e universal. Feliz 2018, pessoal! ♥