GELEIA DE GOIABA

Se desperdiçar já não era uma possibilidade antes da pandemia, imagine agora. Fiz esta geleia mais molinha e com pedaços, numa consistência que não cai do biscoito e também dá para usar como cobertura de sorvetes, bolos, cheesecakes e frutas. É só não deixar desgrudar muito do fundo da panela na hora de dar ponto. Se deixar apurar mais, ela fica mais doce e com a cor mais escura, bonita e vibrante. Deste jeito fica com a cor mais rosada, próxima da fruta fresca, e como eu gosto dela azedinha e pouco doce, não fica tão cristalina.



2kg goiaba madura (10 a 12 goiabas)
300g açúcar cristal
Suco de 2 limões
1x água

Corte as goiabas ao meio, retire a polpa com as sementes e coloque em um liquidificador com metade das cascas. Bata com a água até homogeneizar. Pique as cascas restantes em tiras finas ou cubos pequenos. Coe a polpa batida para retirar as sementes e misture com as cascas e o açúcar em uma panela média. Leve ao fogo baixo e mexa de vez em quando até chegar no ponto desejado. Veta ainda quente em vidros esterilizados, espere esfriar e leve à geladeira. Esta quantidade rende dois vidros de 500ml.

Se quiser um doce mais firme e pastoso, deixe cozinhar até desgrudar do fundo como um brigadeiro. Assim a geleia fica mais firme, doce, escura e brilhante. Cuidado para não deixar muito tempo senão vai virar doce de corte. Se quiser deixar a geleia mais molinha e rosada como fiz, é só retirar um pouco antes, firme mas molinha e caindo "em blocos" da colher.